07 dicas do que fazer com seu grupo ou movimento de jovens durante a pandemia

em 25 de março de 2020 por MAGIS Brasil

Como manter a juventude da sua paróquia, grupo ou movimento, unida, em paz e com esperança em tempos de isolamento social? Será que é possível reverter essa energia jovial e alta conectividade em “união à distância”? Essas são questões que muitos e muitas jovens estão fazendo neste momento, momento de cuidado, de evitar grandes aglomerações e encontros.

Reunir-se, estarmos juntos e juntas, esse movimento físico faz parte da nossa ação pastoral. É no encontro do grupo ou movimento que as coisas acontecem, que pensamos juntos/as, construímos, rezamos, celebramos. É espaço de nos formarmos e de festejar a vida, ou seja, o grupo é “o lugar, de felicidade, resistência e de paz. De fugir do individualismo” (Exortação Apostólica Cristo Vive, nº 219). Mais do que isso, a experiência de grupo constitui também um grande recurso para a partilha da fé e a ajuda mútua no testemunho, na missão e no cuidado com a vida, como nos diz Papa Francisco também nessa exortação.

Nesta realidade, onde é de extrema importância que fiquemos em isolamento social, longe de multidões e seguindo as orientações dos órgãos oficiais de saúde, dos governos e da própria Igreja, queremos sugerir algumas ações de como dinamizar a vida do grupo neste tempo de quarentena em que os encontros não acontecerão presencialmente.

Vale lembrar que é de extrema importância seguirmos as orientações de higiene pessoal e de prevenção, elas ajudam a cuidar da nossa saúde, da saúde da nossa família e também daqueles e daquelas que vivem em nossa comunidade. Assim como nos diz Dom Walmor Oliveira de Azevedo, presidente da CNBB: “Vamos ter entre nós agora, marcando o tecido da nossa cidadania, uma atitude de solidariedade como bons samaritanos”.

Reuniões online
Para planejar a vida do grupo, para discutir estudos de conteúdos, partilhar a vida, desabafar, dar risadas, ler e rezar, mas acima de tudo, estar juntos e juntas. O grupo pode pensar em um cronograma de assuntos e/ou atividades online para realizar com os seus nesse período. Nesta ocasião, algo que pode ajudar é manter o mesmo o dia da semana e horário em que o grupo costuma se encontrar presencialmente.

Conversas individuais
Chamar as pessoas pra conversar individualmente por uma ligação de áudio ou vídeo chamada, não apenas por mensagem. O cuidado particular com as pessoas do grupo é essencial neste tempo de isolamento, para entender como cada um/a reage aos acontecimentos e também perceber quais precisam de mais atenção e quais podem ajudar mais.

Disponibilização de materiais
Este pode ser um momento de estudos, reflexões e aprofundamento. Ler aquele livro que ajudará o grupo, aquele documento da Igreja sobre juventude, ou poesia, literatura, etc. Outras alternativas são também aquela palestra interessante em vídeo ou algum curso online que esteja disponível. Aproveitar que o Papa Francisco é super conectado e estar unido a ele, com seus textos e vídeos. Compartilhar com o grupo diversos materiais, sejam eles de cunho religioso ou não. Evitar conteúdos que possam causar desolação, pânico, desconforto mental, sensações que não são boas. Dispor de itens que fujam do tema principal da pandemia nos ajuda a cuidar da nossa saúde mental e espiritual. E lembre-se, sempre cheque as informações, pesquise as fontes e avalie a necessidade de compartilhar.

Ação em conjunto
Neste tempo de quarentena tem bastante gente que passa algum problema. Na nossa comunidade, paróquia, cidade ou bairro, o que o grupo pode fazer para quem está às margens da sociedade? Pensar em estratégias, seja para auxílio material, emocional e/ou espiritual, utilizando recursos virtuais para fortalecer e divulgar possíveis atitudes. É momento também de pensarmos nossas ações para além deste tempo de quarentena.

Dia de oração
Definir um dia comum de oração entre os membros do grupo/movimento, para que, em suas casas, separem um tempo para esse momento e estejam em sintonia entre si. Pode-se utilizar vários materiais, como o Ofício Divino da Juventude, o terço, o modo de rezar inaciano ou participando juntos e juntas da missa online e de outras propostas de oração que vêm sendo oferecidas virtualmente. Temos vários materiais que nos ajudam a rezar neste momento.

Apostar na arte
Outra possibilidade para manter a saúde mental em equilíbrio durante este tempo que temos vivido é fazer listas colaborativas de músicas e filmes/séries que revelem um pouco do modo de ser do grupo e que ajudem a manter a sintonia também através da arte. É possível também que cada um/a sugira trabalhos de diferentes artistas para que o grupo conheça, o que pode, inclusive, ajudar a compor reflexões e ambientações em encontros presenciais futuros.

Lista de coisas futuras
Pensar em projetos, atividades, ideias e mudanças, a partir da visão que estão tendo dessa realidade, para realizarem no tempo após a quarentena. É bastante interessante o grupo aproveitar esse tempo para planejar os passos, as ações e os processos, dialogando com a nova conjuntura que nos espera. Com o coração cheio de esperança e os pés no chão da realidade podemos utilizar dessa força que nos une como humanidade para fazer a diferença na sociedade.

Além de todas estas dicas, não podemos esquecer de rezar por todos aqueles e aquelas que sofrem neste momento, pelos/as os/as profissionais de saúde, profissionais de serviços indispensáveis, e por aqueles que estão na rua, sem teto. Vamos rezando em grupo, na família e enquanto comunidade, cada um em sua casa, mas unidos em uma mesma fé, para que Deus nos alimente a esperança de logo nos encontrarmos novamente.

Compartilhar
Twittar
+1