Dia Nacional de Oração pelo fim da pandemia de coronavírus

em 26 de março de 2020 por MAGIS Brasil

A pandemia de coronavírus que o mundo enfrenta interpela cristãos e cristãs a acompanharem Jesus em seu caminho à vida. A Via-Sacra, o caminho sagrado, difícil e cheio de esperança, de Jesus, inspira-nos a viver a via-sacra de todos nós, no mundo inteiro, diante do enfrentamento da doença. Ao longo do caminho, Jesus se depara com algumas pessoas, as quais podem nos inspirar neste momento tão delicado pelo qual o mundo está passando.

Convidamos todos e todas a entrarmos em sintonia espiritual e orarmos em intenção comum pelo fim da pandemia, pelos doentes, pelos que cuidam dos doentes, pelos que estão recolhidos em casa, pelas autoridades responsáveis por criar medidas de contenção da pandemia.

Entraremos em oração comum, às 20h, nesta sexta-feira, 27 de março. Cada um de suas casas, estaremos unidos, como comunidade dos seguidores e seguidoras de Jesus de Nazaré, que consola e convoca à vida.

Você pode fazer o momento de forma individual, se estiver só, ou convidar seus familiares para rezarem junto com você.

 

Jesus e as mulheres

Ambientação: Acenda uma vela, diminua as luzes, silencie o celular e procure conectar-se consigo mesmo/a, com as pessoas que estão com você, com as outras que estão rezando em outras partes do país e com Deus. É um momento de sentir que “tudo está interligado”.

Preparação: Encontre uma posição confortável. Respire, profundamente, várias vezes. Tome consciência que está na presença de Deus.

Recordação: Traga à memória as notícias, as imagens vistas ao longo do dia, as pessoas e perceba como está seu coração. Sinta os sentimentos, os pensamentos. Ouça seu coração. Se ajudar, você poderá tocar no seu pulso para sentir o pulsar de seu coração. Se estiver com sua família, podem fazer um breve momento de partilha desses sentimentos e pensamentos.

Inspiração evangélica: Já estavam próximos do monte Calvário. Jesus, abatido pela dor e vendo suas forças esgotadas, ainda tem ânimo para consolar as mulheres que, chorando, lamentavam o sofrimento dele (Lc 23, 28). Hoje, somos convidados/as a lembrar e a rezar por todos/as aqueles/as que estão consolando os doentes, sobretudo, dando-lhes a esperança que supera o medo. Lembremos também dos que sofrem o luto da perda de um ente querido, vítima da pandemia de coronavírus, e que buscam consolo.

Preces:

  • Senhor, suplicamos pelos enlutados, que perderam seus entes queridos, vítimas da Covid-19. Que eles sintam seu amor misericordioso, a esperança da ressurreição e encontrem o apoio solidário dos/as cristãos/ãs.

    Senhor, escutai a nossa prece.

  • Senhor, suplicamos pelos pobres e oprimidos, por todos os doentes, especialmente por aqueles que se encontram nos leitos dos hospitais ou em seus lares; que nunca percam a fé e a esperança no Cristo Vida.
  • Senhor, pedimos pelos que consolam doentes. Que eles/as possam, assim como o Cristo, inspirar esperança e vencer o medo e que não lhes falte ânimo e saúde.
  • Senhor, pedimos pelos/as cientistas do mundo todo que se dedicam a pesquisar as soluções médicas para a pandemia e aos governantes, responsáveis por medidas de contenção da crise. Inspira-lhes com o espírito de sabedoria, ânimo e senso de responsabilidade pública.
  • Senhor, pedimos pelo fim da pandemia. Inspire a todos nós, aos profissionais da saúde, aos cientistas e aos governantes para que assumamos as medidas necessárias para pôr fim à disseminação da doença.

Gesto concreto: “Desconfiem do medo. O medo nunca vem de Deus, nem conduz a Ele. O medo sugere, com frequência, todas as razões possíveis pelas quais vocês deveriam estar angustiados. Em grande parte, elas são verdadeiras. Mas não devemos ter medo. O Senhor também está cuidando de vocês neste momento. Eu sei disso por uma fonte celeste bem informada. A experiência mostrou que Ele escreve certo por linhas terrestres tortas. Ousem crer nisso” (Nikolaas Sintobin SJ).

Pai-Nosso

Oração Final: Senhor, dá-nos a graça da sensibilidade. “Onde houver desespero, que eu leve a esperança; onde houver tristeza, que eu leve a alegria; onde houver trevas, que eu leve a luz”. Dá-nos coragem para amar e servir. Por Cristo, Senhor Nosso. Amém.

Compartilhar
Twittar
+1