MAGIS Brasil “navega más adentro” e chega ao México

em 28 de junho de 2019 por MAGIS Brasil

Os jovens Arthur Faria (RJ), Jeferson Albuquerque (SP), Aracéli Nascimento (PA), Tiago Oliveira (RS), Moisés Lira (CE) e Larissa Barreiros (RJ) do Programa MAGIS Brasil viveram a Experiência Magis do México entre os dias 15 e 25 de junho.

Nos primeiros dias, os peregrinos foram divididos em dois grupos e enviados para cidades diferentes, vivendo experiências socioculturais e inseridos nessas outras realidades. Um grupo foi para Huayacocotla (estado Vera Cruz) conviver com uma comunidade camponesa, conheceram e gravaram um programa na rádio local e partilharam a vida cotidiana com os moradores de lá.

“Viver o México foi ter vivido o que nos une enquanto América, o nosso sangue, a nossa pele, a nossa cor, o nosso indigenismo. Foi ter sentido que apesar da Cidade do México ser uma grande metrópole e um tanto artificial como todas as outras, ainda assim carrega em si o México real, o México do povo, da cultura, da gente como a gente. Sentir, experienciar tudo isso não é algo que se entende do dia pra noite, é algo para saborear e contemplar como nos ensina Santo Inácio. Estar com aquele povo foi sentir Deus em todas as coisas e ver que o simples estar é muito, e que a alegria reside na simplicidade. Muchas Gracías México!” – Moisés Lira (CE), colaborador do Centro MAGIS Inaciano da Juventude, que vivenciou a imersão no estado de Vera Cruz.

Outro grupo foi para León (estado Guanajuato) onde puderam conviver com famílias da cidade, interagir com as crianças que participam de projetos sociais, plantar árvores e ajudar na preparação dos materiais dos cursos de verão que são oferecidos às crianças e jovens.

“Trago em minhas lembranças os olhares que recebi de todos que encontrei pelo caminho em León. Poder viver a realidade de um povo tão diferente e ao mesmo tempo tão parecido com a gente foi enriquecedor. Agora, mais do que nunca, entendo os anseios e a gana de Santo Inácio em querer ser mais para os demais. Em um dos dias, plantamos árvores e as crianças enquanto nos ajudavam gritavam “Sim, se pode”, volto ao Brasil com esses gritos ainda ressoando em meus ouvidos e a certeza de que “sim, se pode” construir o reino de Deus.” Partilhou Larissa Barreiros (RJ), colaboradora do Centro MAGIS Anchietanum, após seu retorno.

No dia 21 de junho os jovens se reencontraram para participarem do Encontro Nacional da Juventude Inaciana – Enjuvi 2019, que foi sediado na Universidade Iberoamericana da Cidade do México. Este é um encontro proporcionado pela Província dos Jesuítas no México – MEX, que reúne jovens inacianos de todas as partes do país para compartilhar experiências, conviver e terem momentos de formação. Com o tema “Corações em discernimento”, os participantes refletiram sobre a importância das suas decisões, da construção do seu projeto de vida e foram convidados a Navegar más adentro. A atividade contou com diversas oficinas, um painel sobre vocações e palestras para refletir o tema proposto.

Além da delegação brasileira e dos mais de 700 jovens mexicanos, teve presente também as delegações da Costa Rica e do Equador. No sábado (22), aconteceu a noite cultural em que todos os grupos apresentaram comidas típicas da suas regiões e, além disso, o Brasil apresentou um número de dança com um mix de músicas das cinco regiões. No domingo, alguns jovens locais dividiram suas experiências com a Espiritualidade Inaciana e o evento encerou-se com uma missa, presidida pelo Pe. Francisco Magaña, SJ – Provincial da Companhia de Jesus no México.

Para Jeferson Albuquerque (SP), participante do Plano de Candidatos à Companhia de Jesus, “estar no Enjuvi foi uma experiência que ficará marcada em minha caminhada vocacional. Entrar em contato com outra realidade de igreja, dentro de uma cultura totalmente diferente da que estou acostumado, gerou em mim um sentimento muito grande de gratidão e confirmação do caminho que estou trilhando. De estar com aqueles que mais precisam. Voltei a Santa Rita com os sentimentos renovados para a missão. Ser mais para os demais.

Em sua homilia na missa de encerramento, o Pe. Magaña, SJ disse aos jovens que não naveguem nas margens e na superfície. “Vão ao profundo e ao alto. Decidam de coração, coloquem seus corações em consonância com aquele coração que foi transpassado e dele saiu água e sangue e, paradoxalmente, nos dá vida plena.”

Conheça mais sobre a Rede Juvenil Inaciana do México, clique aqui.

Delegação brasileira com Pe. Francisco Magaña, SJ – Provincial da Companhia de Jesus no México.
Compartilhar
Twittar
+1