II Peregrinação Inaciana acontece em Santarém (PA)

em 7 de novembro de 2017 por MAGIS Brasil

O Espaço MAGIS Santarém realizou a sua II Peregrinação Inaciana, reunindo, aproximadamente, 40 jovens, de 16 a 29 anos, nos dias 28 e 29 de outubro, em um percurso que iniciou na vila de Pindobal, município de Belterra (PA).

Segundo Gian Franco, voluntário da Comunidade de Vida Cristã (CVX) que atualmente coordena o Espaço MAGIS Santarém, “a proposta era apresentar a vida de Inácio para as juventudes e nada melhor do que fazê-los experienciar algo semelhante ao que Inácio fez: a peregrinação. O peregrino é aquele ou aquela que se põe a caminho para viver uma aventura humana e espiritual, fazendo uma releitura da sua vida de forma contemplativa, buscando discernir a voz de Deus. Para a Peregrinação nós utilizamos o material do Espaço MAGIS Capixaba que foi apresentado pela Fernanda de Oliveira no Fórum MAGIS em Brasília e que vimos muita similaridade com o que gostaríamos de fazer, então porque fazer outro material se já temos algo tão bom pronto?”.

Em Pindobal, aonde iniciou a atividade, os jovens foram acolhidos com um café da manhã sortido preparado pelos agentes pastorais da comunidade e recepcionados pelo Pároco da Paróquia de Santo Antônio, Pe. José Ronaldo, diocesano. De lá, então, foi iniciada a peregrinação, que passou por Iruçanga e Porto Novo, com paradas estratégicas para os pontos de oração e alimentação na caminhada.

Durante a peregrinação algo que chamou a atenção dos jovens foi a acolhida que sentiam dos diversos moradores das casas onde passavam e pediam água para encher suas garrafas. Pâmela Antunes (17) relata que “receber o carinho e amor das pessoas que nos receberam em suas comunidades ou até mesmo em suas casas fizeram o meu coração transbordar de tanto amor e esperança. Agradeço a todos que fizeram parte dos momentos, cada pessoa que conheci levarei para a vida.Somos Peregrinos!”.

Para o evento foram convidados Osinaldo Raphael (29), seminarista diocesano de Santarém, e Carlos Henrique (35), ex-aluno do Colégio Santo Inácio do Rio de Janeiro para contribuir com os pontos de oração sobre a vida de Inácio. Osinaldo contribuiu com a atividade também participou de todo o percurso. Para ele “a experiência da peregrinação Inaciana foi uma oportunidade de poder rezar o cotidiano ao lado de pessoas que se tornaram especiais, certamente no final da experiência àquelas pessoas com quem eu convivi e conheci tornaram-se para mim muito especiais e sinal pleno da manifestação de Deus. Talvez esta experiência de encontrar Deus no irmão que está caminhando contigo me favoreceu rezar mais a minha própria vida e vocação”.

Carlos também fez o percurso e diz que a solidariedade  que percebeu da comunidade e o método da peregrinação foram as coisas que lhe marcaram “nas paradas que a gente fez, foi extraordinário receber água, receber alimentação, receber o apoio da comunidade que não nos conhecia. Sentir a solidariedade de parar em uma casa para pedir água e, de repente, entrar umas 35 pessoas nessa casa para também matarem suas sedes e os mesmos conversarem com a família inteira e cantam parabéns para a senhora que vai fazer aniversário no dia seguinte. Tudo isso foi uma experiência muito diferente. E a experiência de oração durante a caminhada: o caminhar sozinho tendo aquele propósito de fazer a oração pessoal e o caminhar em conjunto tendo o propósito de fazer a partilha é muito enriquecedor.”

A Peregrinação Inaciana foi constituída no primeiro momento da própria caminhada que durou o dia inteiro e terminou na igreja de Santo Antônio, depois onde ficaram hospedados fizeram a vigília de Montserrat. No dia seguinte, pela manhã, Pe. Tomé, SJ, diretor do Centro MAGIS Amazônia, instigou os jovens a olharem suas realidades a partir da leituras do “jovem rico” e de “Marta e Maria”, conduzindo os participantes para os momentos de partilhas, acompanhados por Gian, pelos voluntários(as) Tasila Fortuna e Glauber Aragão do Centro MAGIS Amazônia, Ana Lúcia Farias da Casa MAGIS Manaus e Carlos Henrique que já havia orientado os pontos de oração do dia anterior.

Pela tarde os jovens saíram em missão pela comunidade de Santo Antônio dando-se a conhecer e conhecendo os moradores. Ao fim do dia, encerrando as atividades, participaram da Missa de consagração da igreja e dedicação do altar da Paróquia de Santo Antônio, reinaugurada no dia 29, com a presença do bispo da diocese de Santarém, Dom Flávio, depois de um longo tempo de revitalização a comunidade e os (as) peregrinos (as) celebravam este grande momento para a igreja local.

Clique aqui para conferir as fotos da Peregrinação.


Texto: Ana Lúcia Farias/Casa MAGIS Manaus

Compartilhar
Twittar
+1