2ª Oração pelas Vocações 2018

em 10 de agosto de 2018 por MAGIS Brasil

Em comunhão com a Igreja, que reza nesse mês pelas diversas vocações, o Programa MAGIS Brasil irá disponibilizar semanalmente conteúdos de oração e reflexão, fomentando uma cultura vocacional na vida de nossos jovens. Confira abaixo o primeiro conteúdo e boa oração! 

Sinal da Cruz 

Mantra: Senhor, chamaste-me aqui estou, chamaste-me aqui estou, ô ô ô, ô ô ô, chamaste-me aqui estou. 

Pedido de Graça: Senhor Jesus Cristo, chamai vocações à Igreja e dai ânimo aos que já se colocaram à disposição de Seu serviço. 

Escutar, discernir e viver.
“Não estamos submersos no acaso, nem à mercê de uma série de eventos caóticos; pelo contrário, a nossa vida e a nossa presença no mundo são fruto de uma vocação divina. Também nestes nossos agitados tempos, o mistério da Encarnação lembra-nos de que Deus não cessa jamais de vir ao nosso encontro: é Deus conosco, acompanha-nos ao longo das estradas por vezes poeirentas da nossa vida e, sabendo da nossa pungente nostalgia de amor e felicidade, chama-nos à alegria. Na diversidade e especificidade de cada vocação, pessoal e eclesial, trata-se de escutar, discernir e viver esta Palavra que nos chama do Alto e, ao mesmo tempo que nos permite pôr a render os nossos talentos, faz de nós também instrumentos de salvação no mundo e orienta-nos para a plenitude da felicidade”.
(Mensagem do Papa Francisco para o 55º dia mundial de oração pelas vocações, em 22 de abril de 2018 – IV domingo da Páscoa) 

Texto Bíblico: Lc 4, 14-21
Jesus voltou para a Galiléia, com a força do Espírito, e sua fama se espalhou por toda a região. Ele ensinava nas sinagogas deles, e todos o elogiavam. Foi então a Nazaré, onde se tinha criado. Conforme seu costume, no dia de sábado, foi à sinagoga e levantou-se para fazer a leitura. Deram-lhe o livro do profeta Isaías. Abrindo o livro, encontrou o lugar onde está escrito: “O Espírito do Senhor está sobre mim, pois ele me ungiu, para anunciar a Boa-Nova aos pobres: enviou-me para proclamar a libertação aos presos e, aos cegos, a recuperação da vista; para dar liberdade aos oprimidos e proclamar um ano aceito da parte do Senhor”. Depois, fechou o livro, entregou-o ao ajudante e sentou-se. Os olhos de todos, na sinagoga, estavam fixos nele. Então, começou a dizer-lhes: “Hoje se cumpriu esta passagem da Escritura que acabastes de ouvir” 

Considerações: 

Escutar
A chamada do Senhor – fique claro desde já – não possui a evidência própria de uma das muitas coisas que podemos ouvir, ver ou tocar na nossa experiência diária. Deus vem de forma silenciosa e discreta, sem se impor à nossa liberdade. Assim pode acontecer que a sua voz fique sufocada pelas muitas inquietações e solicitações que ocupam a nossa mente e o nosso coração.

  • Imersos numa sociedade ruidosa e dispersa, coloco-me atento à voz do Senhor que deseja continuar escrevendo a história da humanidade conosco ou estou fechado em mim mesmo, ouvindo apenas minhas preocupações e desejos egoístas?

Discernir
Também hoje temos grande necessidade do discernimento e da profecia, de superar as tentações da ideologia e do fatalismo e de descobrir, no relacionamento com o Senhor, os lugares, instrumentos e situações através dos quais Ele nos chama.

  • Reconheço que toda vocação tem um caráter profético? Como tenho comunicado, a partir da minha vocação, palavras de conversão, esperança e consolação para os que me cercam?

Viver
A alegria do Evangelho, que nos abre ao encontro com Deus e aos irmãos, não pode esperar pelas nossas lentidões e preguiças; não nos toca, se ficarmos debruçados à janela, com a desculpa de continuar à espera de um tempo favorável; nem se cumpre para nós, se hoje mesmo não abraçarmos o risco de uma escolha.

  • O que me limita a uma resposta mais generosa ao chamado que Deus me faz? Sou consciente de que Ele me chama com todas as minhas imperfeições e pecados ou estou esperando me tornar alguém “perfeito” para responde-Lhe?

(Inspirado na Mensagem do Papa Francisco para o 55º dia mundial de oração pelas vocações, em 22 de abril de 2018 – IV domingo da Páscoa)

Preces | R. Senhor, atendei-nos.

  1. Ajuda-nos, Senhor, a silenciarmos o nosso coração no desejo de escutar com mais clareza Sua palavra e vontade naquilo que nos rodeia diariamente, a fim de respondermos com generosidade e fé ao Teu clamor de fraternidade no mundo.
  1. Senhor, faz de nós profetas que perturbam a falsa tranquilidade da consciência que esqueceu Sua Palavra, ajudando-nos a discernir os acontecimentos, para que, nas trevas da história, possamos com o povo vislumbrar os sinais de uma nova aurora.
  1. Pai de amor, continue a chamar muitos para viver contigo e seguir-Te em uma particular relação de proximidade na vida consagrada, dando-lhes coragem para Te responderem com fidelidade.
  1. Jesus, ajuda-nos como Igreja a acompanharmos de forma responsável e atenta os que procuram de coração sincero encontrar a vontade de Deus neste mundo barulhento, cujas vozes são muitas e atrapalham o discernimento mais profundo de uma vocação específica.

Preces Espontâneas 

Pai Nosso

Oração pelas Vocações
Jesus, mestre divino, que chamastes os apóstolos a vos seguirem, continuai a passar pelos nossos caminhos, pelas nossas famílias, pelas nossas escolas e continuai a repetir o convite a muitos dos nossos jovens. Dai coragem às pessoas convidadas. Dai força para que vos sejam fiéis na missão de apóstolos leigos, sacerdotes, diáconos, religiosos e religiosas, para o bem do Povo de Deus e de toda a humanidade. Amém.

Benção Final
O Deus, fonte da luz, afaste de nós toda escuridão e fique conosco, agora e para sempre. Amém!
Louvado seja nosso Senhor Jesus Cristo. Para sempre seja louvado!

 

# CLIQUE AQUI e faça o download da versão impressa para realizar essa oração de forma comunitária.

 

Caso você tenha interesse em realizar discernimento vocacional pela Companhia de Jesus, envie e-mail para vocacao@jesuitasbrasil.org.br , mensagem de WhatsApp para 11 94312-7690 ou mensagem pelo nosso Facebook.

 

Compartilhar
Twittar
+1