Pausa Vocacional Inaciana – Vocação Sacerdotal

em 4 de agosto de 2021 por MAGIS Brasil

Agosto é o mês em que somos convidados e convidas a rezar pelas vocações. Vocação é chamado à vida! É entrega total! Rezamos para que Deus ilumine nossas escolhas, abra nossos ouvidos e coração para entender e se entregar ao chamado que, desde antes de nascermos, Ele já havia nos feito.

Esse ano nossas reflexões semanais do Mês Vocacional foram preparadas pelos jovens que estão participando do Grupo de Acompanhamento Vocacional Inaciano (GAVI). O Podcast Pausa Vocacional Inaciana estará disponível todas as quartas desse mês de agosto sempre com uma das vocações específicas. Escute o podcast, compartilhe com seus amigos, comente e reze conosco sua vocação.

Nessa primeira semana vamos refletir e rezar sobre a vocação sacerdotal. Clique aqui e  é só dá play!

“No mês de agosto, celebramos as diversas vocações que adornam a Igreja de Cristo. Nas palavras de São Paulo VI, “nos desígnios de Deus, cada ser humano é chamado a desenvolver-se, porque toda vida é vocação”. Nos ensina também o Papa Francisco na exortação apostólica Evangelii Gaudium que, “em virtude do Batismo recebido, cada membro do povo de Deus tornou-se discípulo missionário (cf. Mt 28,19). Cada um dos batizados, independentemente da própria função na Igreja e do grau de instrução da sua fé, é um sujeito ativo de evangelização” (nº 120).

Ao longo das próximas semanas, somos convidados e convidadas a refletir sobre algumas formas de resposta à nossa vocação, ao chamado a serviço do Reino. Nesta primeira semana, refletimos sobre a vocação presbiteral: esse chamado a viver a missão pastoral de forma intensa, ordenada inteiramente ao serviço de Deus, acompanhando e guiando Seu povo, dando continuidade à missão de Cristo de levar a Boa Notícia a todos, iluminando e promovendo a união entre o humano e o divino, com disposição para passar por todo sacrifício por que passou o Divino Mestre e alimentar a esperança de toda a criação.

Sigamos os seguintes passos:

1. Agradecer

Agradeço a Deus pelo existir, sentir, entender, querer e por todos os dons que abundam em minha vida, na vida do próximo e em todo o mundo.

2. Pedidos de graça

Peço a luz do Espírito Santo para reconhecer a obra que Deus quer realizar em mim e através de mim, assim como para reconhecer e rejeitar o mal e suas tentações, como os pensamentos de indiferença ou desânimo.

Peço a Nosso Senhor a graça de não ser surdo ao Seu chamado, mas pronto e diligente para cumprir Sua santíssima vontade (EE 91).

3. Inspiração Bíblica – João 6, 24-35

[…] “Trabalhai, não pela comida que perece, mas pela que dura até a vida eterna, que o Filho do Homem vos dará. Pois nela Deus Pai imprimiu o seu sinal”. […]

4. Reflexão

No primeiro domingo de agosto, mês dedicado às vocações, a Igreja nos convida a bendizer a Deus pela vocação presbiteral. Esta vocação específica é um chamado ao ministério, ao serviço à comunidade cristã. O sacerdote, antes de tudo, um cristão, é aquele que, tendo recebido o Sacramento da Ordem, se coloca como servidor do Povo de Deus, assumindo, com gratuidade e amor, o pastoreio da comunidade a que serve, sendo responsável, com seu testemunho, vigor missionário e trabalho evangelizador, por dinamizar tal comunidade, suscitar e provocar os irmãos e irmãs a viverem a autenticidade da fé. Assim, o sacerdote se consagra ao Senhor, assumindo e vivendo, em profundidade, a missão salvífica de Jesus, para a qual exerce seu ministério, por meio da pregação da Palavra (anúncio e testemunho de vida), dos Sacramentos (sobretudo da Eucaristia) e da Ação Pastoral, em perfeita comunhão com toda a Igreja. Portanto, por meio do seu ministério, o presbítero se coloca como verdadeiro cooperador da partilha do pão da vida, fonte de vida eterna dado por Jesus; pois é junto às mesas da Palavra e da Eucaristia que a comunidade se torna um só corpo em Seu Senhor.

5. Provocação vocacional

De que forma me sinto chamado a compartilhar com o mundo a fé e a esperança que vêm de Jesus e que me alimentam em minha caminhada? Estou atento e vigilante para descobrir e acolher eventuais sinais do chamado a viver os ensinamentos, o sacrifício e a alegria do Cristo ressuscitado de uma forma intensa, abrangente, madura e livre? Quais são as moções internas que percebo diante da vocação presbiteral?

6. Resolução e colóquio

Defino um propósito específico para minha caminhada vocacional e peço a Deus a graça de permanecer firme na fé, atento e disponível no serviço, sempre disposto a buscar Sua vontade e a me empenhar na construção do Seu Reino. Encerro com uma conversa com o Pai, consciente de que sou filho e amigo muito amado do Senhor.”

#Clique aqui e faça o download do podcast dessa semana.

Compartilhar
Twittar
+1