Palavra que nasce no mundo

em 9 de janeiro de 2019 por MAGIS Brasil

Semana de Oração pelo Magis Centroamérica 2019

Dia 11 de janeiro se inicia o Magis Centroamérica 2019, evento que reúne juventudes inacianas do mundo inteiro para vivenciarem juntas uma experiência de fé, antecedendo a Jornada Mundial da Juventude no Panamá. O Programa MAGIS Brasil te convida a rezarmos em unidade durante essa semana por estes momentos importantes para todas as juventudes.

“Não tenhais medo!
Eu vos anuncio uma grande alegria” (Lc 2,10)

Uma das grandes maravilhas e belezas da encarnação do Filho é que ele assume nossa humanidade. Deus não somente se parece conosco, mas assume a condição humana em sua plenitude, na pessoa de Jesus. A humanidade de Jesus revela nossa condição de filhos e filhas de Deus. Ao se fazer humano, Deus mostra a nossa dignidade, nos exorta a vivermos como irmãos e irmãs, nos ensina como nossa humanidade é imagem e semelhança da própria divindade.

No entanto, quando olhamos para as pessoas que vivem na América Latina, percebemos que, frequentemente, essa condição de filhos e filhas de Deus é brutalmente violada. Nas experiências de injustiça e exclusão social, o ser humano é agredido em sua dignidade, desrespeitado em sua humanidade. Não são raros os casos de jovens exterminados pela violência, como a juventude negra e das periferias, de mulheres cujas vozes não são respeitadas, populações indígenas e quilombolas sendo ignoradas pelos agentes governamentais, muitas outras situações de opressão e de indignidade.

Mesmo assim, a Palavra de Deus nasce em nosso meio. É Ele quem deseja se fazer presente em nossas vidas e nos exorta a olhar para nós mesmos e para o outro como seus filhos e filhas. Diante dos empobrecidos, Dom Luciano Mendes de Almeida nos fala sobre o grande desafio da evangelização no nosso continente: “Defender e proclamar, à luz de Cristo, a dignidade da pessoa humana, os direitos e deveres que daí decorrem. Diante das desigualdades sociais, da miséria e opressão, é necessário apregoar que o ser humano não pode ser desrespeitado na sua filiação divina. Toda pessoa merece ser reconhecida no seu valor. A evangelização ilumina e fundamenta a dignidade da pessoa humana” (ALMEIDA, 2013, p. 51).

Nessa oração, somos convidados a contemplar a humanidade da pessoa de Jesus, de um Deus que assume a nossa condição, para meditar a beleza e a dignidade do ser humano. Contemplemos Maria, José, o menino Jesus recém-nascido, fazendo-nos pobres como eles, olhando-os e servindo-os, como se lá estivéssemos presentes (cf. EE 114). Olhando e conhecendo a pessoa de Jesus, na simplicidade da manjedoura, somos impelidos a considerar como esse mesmo Cristo se torna presente na pessoa do outro, especialmente nos mais empobrecidos e excluídos.

Texto bíblico: Lucas 2,1-20

Pedido de graça: Senhor, que saibamos reconhecer a presença de Cristo em nosso meio, na pessoa do outro, especialmente daqueles mais empobrecidos.

Para refletir e rezar:

  • Como temos vivido nossa fé num Deus presente, que se encarna e nasce em nosso meio?
  • Quais pessoas têm nos revelado a presença de Cristo encarnado em nosso cotidiano?
  • De que forma a presença de Jesus em nosso meio nos restitui nossa dignidade e a dignidade da pessoa do próximo?

 

Boa oração!

Clique aqui e saiba mais sobre o Magis Centroamérica 2019

Acesse a oração de ontem: clique aqui

Compartilhar
Twittar
+1