Semana de Oração pelas Vocações Jesuítas (Dia 1)

em 1 de novembro de 2017 por MAGIS Brasil

No dia 31 de outubro, inspirados pela memória do jesuíta irmão Santo Afonso Rodrigues, iniciamos a nossa Semana de Oração pelas Vocações Jesuítas, promovida anualmente em vista da celebração dos Santos e Beatos da Companhia de Jesus, realizada tradicionalmente no dia 5 de novembro, próximo domingo.

Durante este período, por meio dos canais de comunicação do Programa MAGIS Brasil, serão publicados textos, materiais para oração e vídeos que tratam de um tema comum: a possibilidade de se levar uma vida diferente, oferecida integralmente para o projeto que Deus reserva para nós.

Hoje, dia 1º de novembro, somos convidados e convidadas a rezar pela peregrinação que realizamos neste período que chamamos de ”juventude”. O texto abaixo, sugerido para guiar a nossa oração, foi produzido pela Província dos Jesuítas da Colômbia e está sendo rezado pela Companhia de Jesus em toda a América-Latina. Clique aqui para acessar este roteiro completo.

Boa oração.


Primeiro dia: Peregrinar na fé junto aos jovens

Francisco nos diz…

A alegoria da videira verdadeira, situa-nos no contexto da Última Ceia de Jesus. Naquele clima de intimidade, de uma certa tensão mas carregada de amor, o Senhor lavou os pés dos seus discípulos, quis perpetuar a sua memória no pão e no vinho, e também abriu profundamente o seu coração àqueles que mais amava.

Naquela primeira noite “eucarística”, naquele primeiro crepúsculo, Jesus, depois do gesto de serviço, abre-lhes o seu coração; entrega-lhes o seu testamento. E, como naquele Cenáculo continuaram depois a reunir-se os Apóstolos, algumas mulheres e Maria, a Mãe de Jesus (cf. At 1, 13-14), também cada um de nós poderíamos narrar nossa própria história vocacional. Todos coincidiríamos na experiência de Jesus que sai a nosso encontro, que se adianta a nós e que desse modo nos cativa o coração.

Muitos de nós descobrimos esse Jesus vivo em nossas comunidades; comunidades com um ardor apostólico contagioso, que entusiasmam e fascinam. Onde há vida, fervor, paixão de levar Cristo aos outros, surgem vocações genuínas; é a vida fraterna e fervorosa da comunidade que desperta o desejo de se consagrar inteiramente a Deus e à evangelização (cf. Evangelii Gaudium, 107). Os jovens são naturalmente inquietos, ou me equivoco?

Os jovens são naturalmente inquietos, e, apesar de assistirmos a uma crise do compromisso e dos laços comunitários, são muitos os jovens que se solidarizam ante os males do mundo, e se mobilizam em diversas formas de militância e voluntariado. E alguns, sim, são católicos, outros são católicos “água de rosas”, como dizia minha avó; outros não sabem se creem ou não creem, mas essa inquietude os levam a fazer algo pelos demais; faz encher os voluntariados do mundo todo com rostos jovens. E quantos sem saber que estão levando algo, mesmo assim levam. Essa riqueza de peregrinar servindo, de ser peregrinos de uma fé que talvez eles mesmos não terminam de entender, ser testemunho, testemunho que nos abre a ação do Espírito Santo que entra e nos vai trabalhando o coração. É preciso motivar a inquietude.

Numa das minhas viagens, na Jornada da Juventude da Polônia, durante um almoço que tive com os jovens, com 15 jovens e o Arcebispo, um deles me perguntou: “O que posso dizer a um companheiro, jovem, que é ateu, que não crê? Que argumentos posso dar?” E me veio espontaneamente esta resposta: “Olha! A última coisa que deves fazer é dizer-lhe qualquer coisa!” O jovem ficou surpreso… Começa a fazer, começa a comportar-se de maneira tal que a inquietação, que ele tem dentro de si, o torne curioso e te interrogue e, quando te pedir o seu testemunho, então pode começar a dizer qualquer coisa. Como é importante este ser peregrino da fé, peregrino da vida!

Provocações

1. Como conheci Jesus?
2. A partir de quais pessoas, encontros, atividades descobri esse Jesus vivo que me entusiasma e atrai?
3. Eu me experimento como um peregrino da fé?
4. Estou próximo dos jovens, peregrinando na fé, acompanhando-os em suas buscas e necessidades?
5. Como posso estar mais próximo dos jovens para ajudá-los a descobrir Jesus?

Preces

Elevemos a Deus nossa súplica e respondamos, a cada intenção, dizendo:
R/. Deus de amor, escuta nossa oração.

– Oremos pelos jovens de nosso país, para que mantenham aceso o fogo do amor pelo Senhor que se faz transbordante de alegria e é suficiente para incendiar o mundo. Por isso pedimos. R/.
– Oremos para que os jovens não se deixem roubar a alegria e a esperança, para que voem alto e sonhem grande para construir uma sociedade justa. Por isso pedimos. R/.
– Oremos pelos jovens que vivem em ambientes complexos, para que não cedam ante a tentação de cair em uma atmosfera de relativismo, e que aprofundem a potencialidade de entender a dor dos que tem sofrido. Por isso pedimos. R/.
– Oremos por todos nós, para que aprendamos com os jovens a reconhecermos o sofrimento de nossos irmãos e irmãs, e deixe-nos comover pelas necessidades dos mais frágeis, para que nos dediquemos a eles. Por isso pedimos. R/.
– Oremos ao bom Deus, para que nos ajude a perdoar a quem nos tem ferido; a não nos deixar enredar por velhas histórias e a olharmos adiante sem o rastro do ódio. Por isso pedimos. R/.

Atende, Senhor, aquilo que apresentamos com fé e devoção, e concede-nos sermos fiéis companheiros teus na construção do Reino. Por Jesus Cristo Senhor Nosso. Amém.

Oração final

Amadíssimo e generoso Deus, és tu que nos chama pelo nosso nome e nos pede que te sigamos. Ajuda-nos a crescer no amor e no serviço aos jovens. Dá-nos o entusiasmo e a energia de teu Espírito para acompanhá-los em seus caminhos e buscas; inspira-nos para ajuda-los a te conhecer melhor e abre nossos corações para ouvir seu chamado; e concede a eles sua ajuda para que possam ser livres e não escravos, de modo que tenham o coração apenas para ti, e desse modo seu chamado pode chegar e dar frutos.
Por Jesus Cristo Senhor Nosso. Amém.


Oração: Província dos Jesuítas da Colômbia | Tradução: Centro MAGIS Anchietanum

Compartilhar
Twittar
+1