Semana de Santo Inácio: O caminho de Manresa e o despojamento

em 1 de agosto de 2017 por MAGIS Brasil

Contemplemos as aventuras que Inácio empreende para chegar a Jerusalém, após sentir-se tocado por Deus. O jovem se põe a andar e, ao mesmo tempo, a caminhar por suas veredas interiores. Inácio faz uma parada em Montserrat, na qual se sente chamado a despir-se de sua vaidade e posição social, deixando ali suas vestes nobres e armas. Dirige-se a Manresa, onde adota um modelo de vida austero, mendicante e severamente penitencial, sem medir esforços para sentir-se agradando a Deus. Mesmo assim, vivenciava confusões, como se estivesse apegado a seus pecados e faltas.

Certo dia, o jovem põe-se a caminhar e, nas águas do Rio Cardoner, faz uma profunda experiência de Deus, na qual recebe uma revelação que o faz aprofundar-se na fé, e aprender que Deus habita nas coisas mais simples. Manresa foi lugar de aprendizado e amadurecimento na fé. Ali, a experiência do amor de Deus libertou Inácio das amarras sociais que o oprimiam, de si mesmo e da rigidez e exageros que o impedia de viver plenamente.

Inspirados pela peregrinação de Inácio, somos convidados a meditar sobre o que tem nos aprisionado no cotidiano.


Texto extraído do Roteiro ”Vida em Oração: Inácio de Loyola”. Acesse a publicação completa clicando aqui.

Compartilhar
Twittar
+1