Vocações Jesuítas

Algumas pessoas são chamadas a servir à Igreja como leigos e outras, como religiosos, nas diversas ordens e congregações. Por isso, toda vocação cristã é, antes de mais nada, uma vocação ao seguimento de Jesus. Na Igreja Católica, há diversas formas de segui-lo e servi-lo, o que se chama de carisma. “Quanto mais um carisma dirigir o seu olhar para o coração do Evangelho, tanto mais eclesial será o seu exercício”, papa Francisco em sua encíclica A alegria do Evangelho.

O carisma da Companhia de Jesus é o serviço da fé, do qual a promoção da justiça, o diálogo inter-religioso e com a cultura moderna são frutos de uma fé comprometida com o Reino. Há atitudes, valores e padrões de conduta que, em seu conjunto, constituem o que podemos chamar de características da vocação à Companhia de Jesus. Elas nasceram da vida de Inácio e dos primeiros jesuítas e das necessidades apostólicas encontradas.

Estamos convencidos de que Deus chama a cada um em particular. Entretanto, cremos que, algumas vezes, esse chamado particular é feito a indivíduos que servirão em uma missão comum, uma mesma e única vocação. A Companhia de Jesus é, portanto, uma possibilidade entre muitas de se fazer servidor da missão de Cristo.

 Assim, explicitar a dimensão vocacional em nossas obras é reconhecer e valorizar nosso próprio chamado e abrir caminhos para que os jovens conheçam e tenham a coragem de responder fielmente aos apelos que Deus lhes propõe. É aproximar do sonho de ver surgir, entre as pessoas com quem trabalhamos, vocações para a Companhia de Jesus.

Com o objetivo de prestar um serviço à Igreja, a Companhia de Jesus trabalha o Discernimento Vocacional em três etapas:


PROMOÇÃO

Todas as atividades promovidas pela Companhia de Jesus para a juventude levam os jovens a se perguntarem pelo sentido da vida. Em todas as regiões do Brasil, são organizados Exercícios Espirituais para Jovens, propondo a eles a elaboração de seus projetos de vida. Os Centros, as Casas, os Espaços MAGIS e as obras da Companhia de Jesus organizam, na programação anual, além das atividades cotidianas para jovens, atividades específicas para o despertar vocacional.

ACOMPANHAMENTO

O serviço de acompanhamento dá-se de forma pontual e contínua com aqueles que se encontram inquietos vocacionalmente. O jesuíta busca, no acompanhamento, apresentar e perceber sinais vocacionais no jovem para a Companhia de Jesus. Esse acompanhamento ocorre de forma individual e em grupos, por meio dos GAVI (Grupo de Acompanhamento Vocacional Inaciano).  Após o acompanhamento vocacional responsável e contínuo ser aprovado, o candidato será enviado a uma de nossas residências para dar continuidade ao discernimento vocacional, tendo como horizonte a entrada no Noviciado da Companhia de Jesus.

PLANO DE CANDIDATOS

O projeto de discernimento vocacional em residências da Província permite ao candidato um acompanhamento e discernimento mais aprofundados, que o ajudam a crescer na consciência e liberdade para responder ao chamado à vida religiosa na Companhia de Jesus. Por meio da convivência comunitária e da identificação com um grupo de jesuítas, busca-se ajudá-lo em seu processo de discernimento vocacional, para confirmar e decidir-se a pedir ingresso ou não na Companhia de Jesus.

 


 O jovem que está inquieto vocacionalmente e deseja conhecer a Companhia de Jesus deve procurar uma obra ou missão da Companhia na cidade mais próxima, principalmente as que trabalham diretamente com jovens, e manifestar o desejo a um jesuíta, que fará os encaminhamentos necessários. Também pode fazer contatos por e-mail para saber mais sobre o processo de acompanhamento vocacional:

vocacao@jesuitasbrasil.org.br

Compartilhar
Twittar
+1